Não deixe esta oportunidade passar, faça parte agora mesmo!

Faça parte do maior grupo de capacitação para Farmacêuticos em cursos de pós graduação, palestras, workshops e simpósios online

Nós não enviamos spam! fique tranquilo

Farmácia do Hospital Regional de Extrema irregular

Farmácia do Hospital Regional de Extrema irregular

Sabemos que não é de agora que alguns serviços públicos são ofertados a população péssima qualidade.

No que se refere ao Sistema Único de Saúde, há vários os relatos da população de que falta médico, falta medicamento etc.

Mas uma das maiores causas é a falta de medicamento. Para isso a rede pública necessita de uma boa administração comandada por um Farmacêutico, para controlar o estoque, vencimento de medicamentos, dispensação correta necessária para atender o paciente entre outras atividades.

Isso impacta diretamente no financiamento da saúde pública. O povo paga para que medicamentos sejam dados a população. Para isso o Estado deve por meio de uma equipe qualificada gerenciar de tal forma, para respeitar o dinheiro que saiu do bolso do cidadão.

O que nós recebemos hoje a tarde é de deixar qualquer pessoa revoltada. O descaso que com que é tratado a medicação no Hospital Regional de Extrema, é uma afronta a população principalmente a mais carente.

Em uma fiscalização, não foi constatado o Farmacêutico na dispensação, e sim um assistente de Farmácia.

Sem contar que nas fotos é encontrado medicamentos de controle especial da portaria 344 vencido. O armário aonde se encontrava esses medicamentos não estava com o devido cadeado.

A maneira do que é armazenado os medicamentos demonstra várias irregularidades presentes ali. Algumas caixas no chão em contato com umidade podendo prejudicar na eficácia do medicamento.

Nas filmagens nota-se que existia medicamentos fracionados de maneira irregular, e outros blisters abertos com validade vencida.

Além disso o que mais assusta é a quantidade de medicamentos vencidos na farmácia.

A denúncia foi feita pela Equipe do COREN-RO que encaminhou rapidamente ao Conselheiro Federal de Farmácia para que tome as devidas providências.

Nesse momento já contactamos a AGEVISA, CRF RO, Polícia Federal, Conselho Federal de Farmácia e Ministério Público.

Portanto, convido a vocês agora a verem os arquivos das denúncias feitas pela EQUIPE DO COREN RO enviadas ao conselheiro federal de farmácia.

Veja outras denúncias aqui.

Não deixe esta oportunidade passar, faça parte agora mesmo!

Faça parte do maior grupo de capacitação para Farmacêuticos em cursos de pós graduação, palestras, workshops e simpósios online

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

About the Author

2 Comments

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


  1. Denúncia sem fundamentação e com falta de esclarecimentos. Primeiro deveria ter separado e mostrado, em quais os locais que estavam os medicamentos. Medicamento vencido na farmácia já estava separado para entregar a empresa que faz a coleta, os medicamentos de controle especial sem o cadeado fica na enfermagem e não na farmácia, fiscal do coren invadiu a farmácia que não é da jurisdição dele e abriu o armário que ficam os medicamentos de controle especial, e lá não havia medicamentos vencidos, o colírio em questão tbm estava separado para ser entregue a empresa, e foi retirado do armário para não ser dispensado.

  2. Outras questão da denúncia que também não é verdadeira, que havia caixas no chão, tinha 3 caixas no chão, mas essas vazias que tambem são coletadas pela empresa de limpeza.