Não deixe esta oportunidade passar, faça parte agora mesmo!

Faça parte do maior grupo de capacitação para Farmacêuticos em cursos de pós graduação, palestras, workshops e simpósios online

Nós não enviamos spam! fique tranquilo

Encontrado Medicamentos Enterrados em Castanheiras

Encontrado Medicamentos Enterrados em Castanheiras

Uma denúncia anônima feita na manhã de sexta-feira (14), levou um grupo de vereadores do município de Castanheiras a descobrir dezenas de caixas de medicamentos, muitos vencidos e não vencidos enterrados em uma área de loteamento, próximo do cemitério da cidade.

O material somente pôde ser retirado com o uso de uma máquina da secretaria de Obras e Serviços Público, e encaminhado para a delegacia de Presidente Médici, onde o fato foi registrado.

De acordo com os vereadores, Sirlene Somenzari (PTB), Waine Batista (PTB), Levi Tavares (PSL) e Isaías Fernandes (PHS), no final da manhã de sexta-feira, eles tomaram ciência da denúncia, de forma anônima, que em um determinado local, haviam várias caixas de medicamentos que foram descartadas de forma irregular, e ao verificar acabaram encontrando indícios de ser verdadeira a informação, e logo, as primeiras unidades encontradas.

Vigilância Sanitária

Antes da conclusão da retirada, o chefe da Vigilância Sanitária, Pastor Gilmar, informado, não teria dado a devida atenção ao fato. “Ele apenas disse que não poderia ficar porque precisava abrir a sua academia, afirmando que as caixas de medicamentos teriam sido descartadas por ordem da secretária, Kezia dos Anjos”, declarou um dos vereadores.

O clima teria ficado tenso quando a secretária, Kezia da Anjos chegou negando ter conhecimento do fato, e teria sido desmentida pele diretor da Vigilância Sanitária, Pastor Gilmar. Entre os medicamentos enterrados, estavam várias cartelas de paracetomal, pomada vaginal, soro e remédio para tratamento de pressão alta. Comunicado, o diretor da Farmácia Central, Marcos André relator ter visto as caixas sendo retiradas da unidade, mas, não sabendo qual seria o destino, e negou ter envolvimento com o assunto.

Caso de Polícia

Após o desenterramento dos medicamentos, o material encheu a carroceria de uma camionete L-200 e dois tambores de 200 litros. As polícias Militar e Ambiental, foram acionadas e o material encaminhado para a delegacia de Presidente Médici, onde foi registrado o Boletim de Ocorrências. A reportagem tentou ouvir a secretária de Saúde, e ela respondeu que somete após a avalição da Polícia Civil é que irá se pronunciar sobre o referido fato.

Nota da Prefeitura

A Prefeitura de Castanheiras, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, ao tomar conhecimento de denúncia anônima sobre o suposto descarte irregular de medicamentos doados ao município, vem a público esclarecer e garantir a população Castanheirense que será realizado uma rigorosa apuração dos fatos, e consequentemente, uma sindicância será aberta.

É de causar estranheza o descarte de medicamentos dessa forma, pois a Secretaria de Saúde jamais teve conhecimento sobre esse fato e não compactuaria com tamanha irresponsabilidade.

A Secretaria de Saúde, desde o momento que soube do fato, acompanhou de perto todo o procedimento de fiscalização dos vereadores que foram averiguar a denúncia.

Ressaltamos que todo medicamento adquirido foi através de doação do governo do Estado de Rondônia, nada foi comprado com dinheiro do município.

A prefeitura ressalta, ainda, que possui contrato válido para recolhimento de lixo hospitalar com empresa especializada, não autorizando nenhum tipo de descarte irregular, sobretudo de medicamentos ou material médico hospitalar.

Por fim, para encerrar qualquer tipo de insinuação maldosa ou caluniosa sobre a denúncia, a Secretaria de Saúde está à disposição do poder público e população em geral para esclarecimentos dos fatos e, possível responsabilização administrativa e criminal.

A prefeitura de Castanheiras zela pelo bem-estar da população e de forma alguma iria cometer tal ato para prejudicar a população e o meio ambiente, ficando aqui o repúdio àquele que tentou prejudicar o município.

Fonte: Diário da Amazônia

Não deixe esta oportunidade passar, faça parte agora mesmo!

Faça parte do maior grupo de capacitação para Farmacêuticos em cursos de pós graduação, palestras, workshops e simpósios online

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

About the Author

0 Comments

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *